Perfil

Israel Liberato (Pr. Israel)

Masculino. Data de Aniversário: 22/06. 4693 visualizações


Testemunho de Conversão

 Eu nasci em um lar evangélico. Eu tinha tudo o que era necessário para crescer e me envolver com a vida cristã. Aos 11 anos me batizei, e o fiz não por convicção, mas porque um primo mais novo que eu estava se batizando eu não admiti e insisti até que meu pai cedeu. Envolvi-me com a igreja, eu tocava violão, liderava os adolescentes da minha época. Mas eu era um garoto revoltado, meu coração era cheio de rancor, eu era uma criança que aos quatro anos e meio, com mais três irmãs, fazia parte de uma família em que a mãe abandonara a casa para se aventurar na vida. Minha irmã menor tinha apenas um ano e meio. Eu estava envolvido com a igreja, fazia tudo o que esperavam que um adolescente fizesse, mas meu coração não era de Jesus. Eu era um bom religioso apenas. Em 24 de dezembro de 1976 fui levado às pressas para um hospital, um senhor, japonês, de 60 e poucos anos, amigo meu, já havia sido internado. Ambos comemos de uma "fruta" parecida com jiló, cultivada pelo meu pai no fundo do quintal da igreja. Não conhecíamos, parecia boa para comer. O japonês seu Koga, nosso amigo levou pra casa fritou, comeu e me ofereceu e comi também. Ambos ficamos em coma no hospital; ele demorou para recuperar-se e foi apagado muita coisa de sua memória. Eu me recuperei mais rápido, comi pouco, mas perdi alguns anos de memória ainda. Enquanto o médico estava me examinando para ver o que podia fazer, fui perdendo os sentidos pouco a pouco. Ao fundo ouvi o médico dizer que não conhecia aquela "fruta", que ia me medicar, mas tinha uma preocupação: "se eu der uma dose muito forte de medicação ele morre, se eu der muita fraca o veneno pode matá-lo. Vou fazer e precisamos confiar em Deus." Nesse momento minha vida passou como um filme era meu momento entre Deus e eu. Deus me mostrou o orgulho do meu coração; mostrou-me o quanto de ódio e revolta haviam dentro de mim. Naquela conversa de Deus comigo Ele me deixou claro que se eu morresse eu estava perdido. Eu não iria morar com Ele. Naquele momento abri meu coração pra Jesus e disse que estava entregando minha vida nas mãos dele: Se eu morresse queria ir com Ele e se eu vivesse minha vida seria dele e eu viveria para Ele. Deus me deu vida novamente, saí do coma, saí do hospital, meu amigo ainda continuou por mais tempo. Mas todos comprovaram a partir daquele dia que eu realmente passara por uma grande mudança e fora transformado pelo amor de Jesus. Passei a ter amor, a ser mais paciente; a servir a Deus de verdade. Jesus me encontrou assim morrendo em um hospital, naquele dia Ele realmente capturou meu coração; naquele dia ele mudou o rumo da historia da minha vida. Oh quanto eu amo este Jesus.





Você precisa estar conectado para poder ver e inserir comentários